Coronavírus

Vereador de Cristalina morre vítima da Covid-19 em Catalão

O pai e a avó do vereador também foram contaminados com a doença e estão internados em estado grave.

Redação

O vereador de Cristalina, Bernardo Vacaro Fachinello, de 42 anos, morreu vítima da Covid-19, nesta segunda-feira (27). A morte foi confirmada pela Secretaria Municipal de Saúde de Cristalina.

Conforme informações, o vereador procurou atendimento na rede pública na semana passada e ficou dois dias internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Na última sexta-feira (24), o estado de saúde agravou e ele precisou ser transferido para uma unidade particular em Catalão, onde não resistiu e morreu na tarde de ontem (27).

Além disso, o pai do vereador, João Carlos Fachinello, e a avó Rosa Fachinello, também estão internados em estado grave na UTI do mesmo hospital, em Catalão. A mãe do vereador, Neri Neusa Fachinello também teve a doença, mas se recuperou e recebeu alta na última sexta-feira (24).

O Prefeito Daniel Sabino Vaz (PSB) emite nota de pesar sobre a morte do vereador de Cristalina, Bernardo Vacaro, vítima da Covid-19.

Como é de conhecimento público, faleceu no início da noite de hoje, 27 de julho, o vereador Bernardo Vaccaro Fachinello, que foi presidente da Câmara Municipal em 2019 e exercia o seu segundo mandato naquela Casa de Leis. Tive a honra de tê-lo como líder do meu governo na Câmara e foram muitas as vezes que ele, com altivez e determinação, atuou em prol dos interesses da comunidade ao defender projetos de leis, apresentar indicações, discutir temas das mais variadas áreas da administração pública e levar lideranças até ao meu gabinete para que pudéssemos celebrar convênios e realizar parcerias. Como toda a cidade, me encontro muito triste com o acontecimento, pois Bernardo deixará uma lacuna impreenchível, haja vista que ele soube amar e dedicar sua vida à família, ter uma convivência pacífica e alegre com os amigos e representar com bravura e entusiasmo a população do município que ele amava com todas a suas forças. Já mandei redigir o decreto de luto oficial por três dias e, amanhã, os serviços da Prefeitura serão interrompidos em respeito à memória de Bernardo, à exceção daqueles que não podem ser paralisados. Por fim, quero me solidarizar com toda a família, que chora e lamenta essa perca irreparável, a qual somente Deus e o tempo poderão amenizar, porque a sua falta será sentida enquanto vivermos.

Daniel Sabino – Prefeito de Cristalina

Deixe uma resposta